sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

ANGOLA SOB O DOMÍNIO PORTUGUÊS

ANGOLA SOB O DOMÍNIO PORTUGUÊS - Mito e Realidade - Gerald J. Bender - 1980 - 1ª Edição
[Sá da Costa]

ANGOLA SOB O DOMÍNIO PORTUGUÊS - Mito e Realidade   -  Gerald J. Bender   -    1980  - 1ª Edição
Angola Sob o Domínio Português : Mito e Realidade / Gerald J. Bender
Trad. por Artur Moräo
AUTOR(ES): Bender, Gerald Jacob, 1941
Morão, Artur, 1940-,trad.
EDIÇÃO: 1a ed
PUBLICAÇÃO: Lisboa : Sá da Costa, 1980
DESCR. FÍSICA: [5] p. ; 21 cm
COLECÇÃO: Terceiro mundo ; 11

30€

ANGOLA * 10 Bilhetes Postais Ilustrados



ANGOLA * 10 Bilhetes Postais Ilustrados * A. G. Videira 1955


Angola - 10 bilhetes postais ilustrados

A. G. Videira

Ilustrado com Desenhos e Pinturas de Neves e Sousa

1ª Edição de 1955
Br.,148 Páginas, il., 25cm x 18,5cm

Raríssimo
45€

ALVES DOS REIS - UMA HISTÓRIA PORTUGUESA


ALVES DOS REIS - UMA HISTÓRIA PORTUGUESA Francisco Teixeira da Mota
[Contexto Editora]


Alves dos Reis - Uma História Portuguesa
Francisco Teixeira da Mota
Br., 4 vol. (105, 96, 80, 100) 18x28cm ilust.
Lisboa 1997
Obs.:
A biografia de uma personagem apaixonante que pôs Portugal nas primeiras páginas dos jornais em todo o mundo.
Artur Virgílio Alves Reis nasceu em Lisboa em 1898. De origens modestas, começou a ter contacto com os problemas económicos ao ver o negócio do pai, cangalheiro de profissão, irem por água abaixo, obrigando-o a desistir do curso de Engenharia.
Todavia a enorme vontade de vencer na vida e uma imensa capacidade de transformar a realidade não o deixam desanimar. Com apenas 17 anos casa com Maria Luisa Jacobetti de Azevedo. Graças às influências da família da mulher e de um diploma falso emitido por uma faculdade de Oxford que não existia consegue o lugar de director na Companhia dos Caminhos-de-Ferro de Moçâmedes. No regresso a Lisboa compra uma empresa de ferroviária em Angola com um cheque sem cobertura. Preso numa cadeia do Porto, aproveita os quase dois meses de prisão para idealizar a maior burla que Portugal conheceu: a falsificação de dois milhões de notas de 500$00.
Mas não se fica por aqui: Alves Reis compra empresas de automóveis e companhias mineiras, funda bancos, falsifica contratos, revelando não apenas uma personalidade dotada de raro engenho, como apresentando-se ao leitor como uma personagem invulgarmente fascinante.

20€

A GUERRA EM ANGOLA



A GUERRA EM ANGOLA


Mario de Andrade, Marc Ollivier 1974
A Guerra Em Angola
Mário de Andrade e Marc Ollivier

PUBLICAÇÃO: Lisboa : Seara Nova, 1974

DESCR. FÍSICA: 204, [1] p. ; 19 cm

COLECÇÃO: De Leste a Oeste ; 10

Nota. Primeiro estudo sociológico de um angolano

20€

Malandros



Malandros
A evacuação aérea dos portugueses de Angola
João dos Reis
Queluz : Literal, [D.L. 1978]
252 paginas
21cm
Raro
30€

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Revista 'FLAMA', de 05 de Abril de 1974 - 'ANGOLA, REALIDADE 74'.



Angola - Em edição especial dedicada a toda a antiga província ultramarina portuguesa
Revista 'FLAMA', de 05 de Abril de 1974 - 'ANGOLA, REALIDADE 74'.
Editada em Lisboa. Número especial integralmente dedicado a Angola.
Com 196 páginas e muito ilustrada e em muito bom estado de conservação.
De muito difícil localização.
MUITO RARA.
Temas em destaque:
- ANGOLA QUER ARRANCAR PARA A INDUSTRIALIZAÇÃO;
- GRUPO CUCA - ACREDITAR NO FUTURO É CONSTRUÍ-LO;
- ECONOMIA - O CAMINHO DAS EXPORTAÇÕES;
- A PESC CONSTITUI UM MAR DE PROMESSAS;
- A FORÇA AINDA ESTÁ NO PETRÓLEO, CAFÉ, DIAMANTES E FERRO;
- ONDE O SECTOR PRIVADO TEM UMA PALAVRA A DIZER;
- TOTTA-STANDARD DE ANGOLA: UM BANCO EM EVOLUÇÃO;
- ANGOLA NA HISTÓRIA
1. - Massangano: Aqui se traçou o destino;
2. - Nova Oeiras: Terra Natal da industria;
- NAVANG: A COMPANHIA ARMADORA ANGOLANA;
- JUMBO: UMA GRANDE EMPRESA NASCEU EM ANGOLA;
- PATRANGOL: FOMENTAR A RIQUEZA E IMPULSIONAR A ECONOMIA DE ANGOLA;
- A IMPORTÂNCIA DO CAFÉ PARA A ECONOMIA DE ANGOLA;
- Instituto do Café de Angola
- LUANDA: ...DEPOIS ANGOLA ALONGA-SE;
- Quatro séculos de macrocefalia;
- Arrancada para um crescimento harmónico;
- Desencorajar a construção clandestina;
- Integrar os musseques na cidade;
- A falta de verbas não impede a acção daCâmara;
- BANCO DE ANGOLA: NA SOLIDEZ DE HOJE E PROGRESSO DE AMANHÃ;
- TURISMO EM LUANDA: ABUNDAM AS POTENCIALIDADES;
- ... Escasseiam as infra-estruturas;
- LUANDA: UM PLANO DIRECTOR PARA SOLUCIONAR QUESTÕES;
- BANCO COMERCIAL DE ANGOLA;
- GRUPO SOUSA MACHADO EM ANGOLA;
- GECOL: VINHOS DA ETRÓPOLE ENGARRAFADOS EM ANGOLA;
- AGRICULTURA: ATENUAR OS DESIQUILIBRIOS INTER-REGIONAIS;
- CELA- SNTA COMBA: RECTIFICAR AS VISTAS CURTAS;
- ENSINO: Á PROCURA DE FIGURINO RÓPRIO;
- NOVA LISBOA: O CENTRO DE ANGOLA
- Dinamizante ao nível de capital;
- I.I.A.A. - ANGOLA TEM POSSIBILIDADES DE MATAR A FOME A TODA A EUROPA;
- Instituto de Investigação Veterinária de Angola: APOIO À PROMOÇÃO AGRÁRIA;
- E.R.A. : PROMÇÃO AO VIVO;
- UNIVERSIDADE: FORMAR OS TÉCNICOS QUE ANGOLA PRECISA;
- LOBITO: UMA CIDADE EM TRANSFORMAÇÃO
- Um Plano directo feito com a cabeça;
- O mais importante porto de Angola;
- O MINÉRIO DE FERRO DA COMPANHIA MINEIRA DO LOBITO;
- MOÇAMEDES: A CIDADE CORAGEM
- BENGUELA: DESENVOLVER A INDUSTRIA E ESTIMULAR O COMÉRCIO
- Agricultura e peixe, duas riquezas;
- BENGUELA: UM DISTRITO RECUPERADO DAS CANSEIRAS DO PASSADO
- Pecuária, sisal, Pescas: As grandes riquezas;
- O Turismo arranca a quatro rodas;
- S. FILIPE DE BENGUELA: UMA COLMEIA DE RABALHO;
- SÁ DA BADEIRA: A AGRO-PECUÁRIA E TURISMO DOIS VEIOS POUCO EXPLORADOS
- À espera de ser cidade universitária autêntica;
- Huíla: números oficiais do distrito;
- A Leba encurta distâncias;
- MALANGE: ANDAR DEPRESSA PARA GANHAR A CORRIDA
- Da agricultura ao turismo tudo é riqueza;
- HISTÓRIA DA CABINDA GULF;
- CABINDA: PETRÓLEO E MADEIRA A EXPLOSÃO DA RIQUEZA
- Fixar as populaçõesàs terras;
- A grande arrancada tem dois anos;
- Um mistério verde;
- EVA: UMA PIOEIRA DAS EMPRESAS TRANSPORTADORAS;
- CUANZA-NORTE: À CABEÇA DOS PRODUTORES DE CAFÉ
- Um espírito novo nasce dos erros do passado;
- Uma agro-pecuária em desenvolvimento;
- PROMOÇÃO EDUCACIONAL NA LUNDA;-


45€

JOSÉ SARAMAGO - DESTE MUNDO E DO OUTRO



JOSÉ SARAMAGO - DESTE MUNDO E DO OUTRO

1ª Edição - 1971

Condição de utilização: Usado
Idioma: Português
Formato: Normal
Tipo de capa: Capa mole

Nº de Páginas: 213

Raro
35€

O RAPAZ DA MINA




PETER ABRAHAMS


Condição de utilização:
Usado
Tema do livro:
AFRICA
Autor(es):
PETER ABRAHAMS
Editora:
ED-70
Ano de edição:
1980
Idioma:
Português

Formato:
Normal

Nº de Páginas:
209

Tipo de capa:
Capa mole




10  €

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Poemas Escolhidos por Sophia de Mello Breyner Andresen

Sophia de Mello Breyner Andresen (1919-2004) FOI UMA das principais poetas portuguesas do Século XX Teve uma carreira literária marcada pelo classicismo formal de suas composições e pela ação política - nas décadas de 60 e 70, participou ativamente da resistência ao regime salazarista Excelente livro, capa dura Raro 20€

POESIA António Maria Lisboa

POESIA António Maria Lisboa Ano:1995 | Edição : Lisboa Assírio & Alvim In-8º de 242 (2) páginas Brochado 15€

O Velho e o Mar

O Velho e o Mar De: Ernest Hemingway Editora: Livros do Brasil Colecção: Edições Especiais Ilustradas Data de Publicação: 1999 Encadernação: Capa mole - 136 páginas páginas Idioma: Português "O Velho e o Mar" recebeu o Prémio Pulitzer, de 1952, e, dois anos mais tarde, valeu a Hemingway a obtenção do Prémio Nobel da Literatura Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura 9º Ano de escolaridade Leitura orientada na sala de aula - Programa de Língua Portuguesa - Grau de dificuldade I 2O Velho e o Mar" é, porventura, a obra-prima de maturidade de E. Hemingway. Santiago, um velho pescador cubano, minado por um cancro de pele que o devora cruelmente, está há quase três meses sem conseguir pescar um único peixe. Vai então bater-se, durante quatro dias, com um enorme espadarte, que conseguirá de facto capturar, para logo o ver ser devorado por um grupo de tubarões. Esta aventura poética, onde Hemingway retrata, uma vez mais, a capacidade do homem para fazer face e superar com sucesso os dramas e as dificuldades da vida real, é seguramente uma das suas obras mais comoventes e aquela que mais entusiasmo tem suscitado, ao longo de mais de meio século, entre os seus fiéis leitores. 15€

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

A Torre da Barbela

A Torre da Barbela de Ruben A. Edição/reimpressão:2005 Páginas: 352 Editor: Assírio & Alvim ISBN: 978-972-37-0382-5 Coleção: Obras de Ruben A. Sinopse Todas as tardes, ao cair do crepúsculo, no momento em que termina a visita dos turistas à Torre da Barbela, edificada por Dom Raymundo da Barbela, com trinta e dois metros de altura e classificada como monumento nacional por ser a única torre triangular da Península, os Barbela ressuscitam, trazendo consigo ódios e amores de outras épocas. Em volta da Torre transfigurada reúnem-se os parentes modernos e antigos da família, "primos vestidos em séculos diferentes e com bigodes conforme a época". Entre eles contam-se Dom Raymundo, poeta e primo de Dom Afonso Henriques, ao lado de quem combateu contra os leoneses; o Cavaleiro de aventuras, que percorre os montes com Vilancete, grande garrano da Ribeira de Lima, e seguido por Abelardo, o falcão que o auxilia na caça; a linda D. Mafalda, cujo formato dos vestidos copia os modelos de Watteau e Fragonard e se corresponde com Beckford; a princesa Brites, célebre no século XIX; Madeleine, "prima que veio de Paris cheia de cores"; Frey Ciro, o santo da família, e a bruxa de São Semedo. A Torre da Barbela conta-nos as ironias de oito séculos de paixão por enguias fumadas e do amor entre o Cavaleiro mais lendário do mundo e a sua prima francesa, de pessoas que só sabem falar da véspera ou do que já passou e de um local onde é difícil fazer qualquer coisa que não esteja estabelecida há quatrocentos anos. Este romance foi publicado em 1964 e conheceu três edições em vida do autor e uma reedição, pela editora Presença, em 1983. Foi distinguido com o prémio Ricardo Malheiros, da Academia de Ciências de Lisboa. 15€

COIMBRA, 1969

CRUZEIRO (CELSO) - COIMBRA, 1969 A crise académica, o debate das ideias e a prática, ontem e hoje. Edições Afrontamento. Porto. 1989. In-4º de 264-IV págs. Br. Com algumas fotografias das manifestações estudantis, etc. 15€

Grandes Planos - Oposição Estudantil à Ditadura 1956-1974

Grandes Planos - Oposição Estudantil à Ditadura 1956-1974 de Gabriela Lourenço, Jorge Costa, Paulo Pena Edição/reimpressão:2001 Páginas: 208 Editor: Âncora Editora Bom Estado 15€ (portes incluído)

'Dossier Coimbra, 1969' (a crise académica)

'Dossier Coimbra, 1969' (a crise académica) António da Cruz Rodrigues, José Maria Marques e Joaquim Maria Marques . Livro 'velhinho' . [Livraria SAMPEDRO Editora] 10€